Author Topic: Sartre e a má fé. O medo da liberade.  (Read 14055 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline CRISTICUS

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 4
  • Karma: 0
  • "O que não me distro me fortalece" Nietzsche
    • Email
Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« on: November 10, 2006, 01:49:33 pm »
A má-fé
Segundo Sartre, a má-fé é uma defesa contra a angústia e o desalento, mas uma defesa equivocada. Pela má-fé renunciamos à nossa própria liberdade, fazendo escolhas que nos afastam do projeto fundamental e atribuindo conformadamente estas escolhas a fatores externos, ao destino, a Deus, aos astros, a um plano universal. Sartre também considerava a idéia freudiana de inconsciente como um exemplo de má-fé.

Ma-fé, no existencialismo, não é mentir para outras pessoas, mas mentir para si mesmo e permitir-se fugir de sua própria auto-determinação.

Quando Sartre fala de má fé, o faz no sentido de que a má-fé é a mentira para si mesmo. Porém o fato de deixar de fazer uso dela leva o individuo a angustia porque ele nao mente mais para si e toma consciencia de que tudo que ocorre de bom ou mal em sua vida é culpa dele, portanto, nao há ninguem responsavel pelos acontecimentos de sua vida quer sejam eles bons ou ruins.

Ao tomar consciencia disto o homem sai do estado de má-fé e passa a estar em angústia pois, ele deixou de se enganar restando apenas a sua real situacao. Esta passagem do estado de má-fé para a angústia é extremamente importante para que o sujeito possa ser livre.
« Last Edit: November 10, 2006, 01:53:16 pm by Orion »
Abraços,

Cristicus

Offline CRISTICUS

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 4
  • Karma: 0
  • "O que não me distro me fortalece" Nietzsche
    • Email
Liberdade
« Reply #1 on: November 10, 2006, 01:59:05 pm »
O ser humano está condenado a ser livre.
Abraços,

Cristicus

Offline Brasil

  • Membro Residente
  • *****
  • Posts: 2318
  • Karma: 4
  • Gutta cavat lapidem - A gota cava a pedra.
Re: Liberdade
« Reply #2 on: November 10, 2006, 10:44:12 pm »
O ser humano está condenado a ser livre.
Seria esta condenação, uma pena ou um privilégio? ::)

;D

Offline CRISTICUS

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 4
  • Karma: 0
  • "O que não me distro me fortalece" Nietzsche
    • Email
Re: Liberdade
« Reply #3 on: November 13, 2006, 01:32:39 pm »
Certo Pensandor já dizia que na verdade essa escolha da liberdade absoluta é uma ilusão, á única coisa que o homem pode escolher é de quem ele quer ser escravo.
Abraços,

Cristicus

Offline recuperador-de-posts

  • Debatedor Frequente
  • ****
  • Posts: 281
  • Karma: 1
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #4 on: May 02, 2008, 08:49:15 pm »
Guy
Newbie
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 3


Ver Perfil
« Responder #4 em: Fevereiro 29, 2008, 02:17:42 »

Só queria lembrar que em ''O Ser e o Nada'' Sartre fala que a - eh sim uma fuga da angústia,mas esse eh um projeto condenado ao fracasso,já que ''ser consciente é ser consciente de ser'' e portanto,''posso fugir para ignorar,mas não posso ignorar que fujo''.A fuga da - eh certamente uma fuga frustrada.
Registrado

Offline CRISTICUS

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 4
  • Karma: 0
  • "O que não me distro me fortalece" Nietzsche
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #5 on: October 02, 2009, 10:56:27 pm »
é bem mais fácil conviver com a má fé do que com a angústia.
Abraços,

Cristicus

Offline Claudio L.

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 29
  • Karma: 1
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #6 on: November 17, 2011, 02:26:21 am »
Sartre disse muitas asneiras. Era um filosofo da situação, um gênio de sua era, um analista do utopico, um pensador do socialismo... um situacionista, era tudo, menos um filósofo.

Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #7 on: November 22, 2011, 07:40:42 pm »
Sartre disse muitas asneiras. Era um filosofo da situação, um gênio de sua era, um analista do utopico, um pensador do socialismo... um situacionista, era tudo, menos um filósofo.

Quais, por exemplo?

 

Offline Claudio L.

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 29
  • Karma: 1
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #8 on: November 22, 2011, 08:18:09 pm »
Essa da ma-fé, descrita no post inicial, me parece um bom exemplo.

Aquela do "O inferno são os outros" é outro ótimo exemplo.

Mas a grande besteira de Sartre foi afirmar e reafirmar em seus diversos livros que o Indivíduo é o centro, o que é contraditório para um comunista. Aliás, dizer que o "Marxismo é uma filosofia insuperável" é, no mínimo, leviano, para não dizer idiota.

Aliás, conjugar o Marxismo com Liberdade de Si é uma incoerência. Mas o que esperar de um filosofo que acreditava que só através do olhos dos outros que podemos ter acesso a nossa essência.  Não te parece uma grande asneira isso?

Fora essa tem aquela de que a religião é um remorso, ou ainda a de que nao há diferença entre o ser homem e o "seu ser livre"..

Sartre sapateou no fim da segunda guerra, com suas propostas de liberdade indicriminada e, apaixonado pelas próprias idéias, esqueceu-se de que o Homem, na maioria dos casos, é preso por si mesmo, pelos seus próprios desejos, e são esses desejos (muitos deles animalescos, como bem apontou Shopenhauer) que escravizam os homens.

Mas, ainda que, como disse Sartre, aceitemos a ideia de que o Homem É o que ele projeta ser, não poderia ele projetar a Existencia num mundo onde este homem não é centro, sem que isso seja má-fé? Porque seria má-fé tirar o centro da existencia do Em Si e Para Si? De qualquer forma, se você ler sartre, vai identificar as besteiras de Sartre.


Sartre era um genio do seu tempo, mas apenas do seu tempo, que para nossa sorte se faz  distante.



« Last Edit: November 22, 2011, 08:31:10 pm by Claudio L. »

Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #9 on: November 22, 2011, 08:50:06 pm »
1- Mas a grande besteira de Sartre foi afirmar e reafirmar em seus diversos livros que o Indivíduo é o centro, o que é contraditório para um comunista. Aliás, dizer que o "Marxismo é uma filosofia insuperável" é, no mínimo, leviano, para não dizer idiota.

Aliás, conjugar o Marxismo com Liberdade de Si é uma incoerência. Mas o que esperar de um filosofo que acreditava que só através do olhos dos outros que podemos ter acesso a nossa essência.  Não te parece uma grande asneira isso?

2- Mas, ainda que, como disse Sartre, aceitemos a ideia de que o Homem É o que ele projeta ser, não poderia ele projetar a Existencia num mundo onde este homem não é centro, sem que isso seja má-fé? Porque seria má-fé tirar o centro da existencia do Em Si e Para Si? De qualquer forma, se você ler sartre, vai identificar as besteiras de Sartre.



1- Uhauhuaha. É uma grande besteira sim. Através do outro construímos o ego, isso sim. Não o EU. Ele confundiu o Ego com o EU.

2- Olha, Cláudio, eu nunca consegui ler nada do Sartre. Tenho aqui "O Ser e o Nada", mas sempre encalho nas primeiras 20 páginas, não passo disso.

Aproveito para perguntar: o que é Em si e Para Si? Isso não faço a menor idéia também...

Em algum tópico sobre Kant perguntarei, o que é, afinal, a Coisa em si?

Abçs,

 

Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #10 on: November 22, 2011, 08:59:49 pm »
O que me parece óbvio, entretanto, é que, se não me engano, esse papo de alteridade que surgiu na Antropologia, veio do Sartre, de que "nós nos reconhecemos a partir do outro", o que levou um amigo nosso a dizer que "a alteridade afasta o homem de Deus"  ;D :D, pois, se você vai se espelhar no outro, ou seja, na ilusão em que vive o outro, você viverá iludido. Nada mais óbvio...


Offline Claudio L.

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 29
  • Karma: 1
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #11 on: November 23, 2011, 02:57:57 am »
". Através do outro construímos o ego, isso sim. Não o EU. Ele confundiu o Ego com o EU."

Perfeita sua resposta, que foi encontrada por Shopenhauer. Sartre, no fundo, se inspira em shopenhauer ao dizer o inferno são os outros, porque diz ele que somos o que queremos aparentar ser, o que é proximo do real, mas ele se contradiz ao dizer que a liberdade do homem está ligada a sua vontade. Sartre não entendeu platão nem shopenhauer e, quiça, entendeu Nitzche.... Infelizmente, Sartre , impressionado com a segunda Guerra, abriu mão da filosofia e se apaixonou pela Sociologia e Marx. Ele estava certo. Como dizer para o mundo pos Segunda Guerra que a cela do homem são suas representações? Eu não teria coragem, nem capacidade. Mas não quero ser massacrado. O destino de sartre é o esquecimento e o tempo vai provar isso. Desculpe ser cruel, mas é a pura verdade e a filosofia sabe disso. Sartre pensava a Sociologia, para esta ele é eterno, mas para a filosofia sartre é insignificante e apenas um papagaio.


Sartre diz que somos a coisa em Si e que nosso erro é nos olharmos pelos olhos do outro. Genial. Entretanto, ele ignora que os olhos que olham o em si, para si, são cegos. Valia ele rever.

Kant diz que o Em Si é a coisa que inexiste para nós, mas como seres racionais buscamos padrões ao ver a coisa e por isso deixamos de perceber a coisa em Si. Mas todo homem quando se imagina se imagina Em Si. Para Si. Isso que sartre acredita e está certo, entretanto ele ignora que o Em Si do homem possuem vários "Sis".


A coisa em Si de Kant é o objeto em si..

Kant é um otima leitura para se ler após platão... entretanto, ao contrário de platão, para se ler kant é preciso de ressalvas... Eu acho ( e shopenhauer também achava:) 
« Last Edit: November 24, 2011, 12:58:48 pm by Claudio L. »

Offline Claudio L.

  • Iniciante
  • *
  • Posts: 29
  • Karma: 1
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #12 on: November 23, 2011, 03:15:46 am »
Em tempo: se enxergar a suposta do visão dos outros é o inferno, entende-se que o inferno está nos olhos e na alma de quem enxerga. Mas dizer que o inferno é a liberdade do que pensamos contradiria tudo que Sartre escreveu, talvez por isso ele tenha se recusado a refletir sobre sua propria afirmação.

Faltou a Sarte um dose de shopenhauer. rsrs...

Offline Suzana

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 135
  • Karma: 0
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #13 on: November 23, 2011, 10:31:53 am »
Quote
Em tempo: se enxergar a suposta do visão dos outros é o inferno, entende-se que o inferno está nos olhos e na alma de quem enxerga

Quote
". Através do outro construímos o ego, isso sim. Não o EU. Ele confundiu o Ego com o EU."


Então. Mais uma vez comprovamos que não somos dual mas que temos a dualidade em nós?  O Ego e o EU (não são mas estão) faces da mesma moeda? É isso? Resta desambiguar?

Quem é a virtualidade? O homem natural ou o homem espiritual? E quem é o homem espiritual: O Ego ou o EU?
Se há a Filosofia, a Sociologia, há também as Religiões oriundas das diversas Sabedorias Milenares... Que confusão !
Ainda bem que o Pai é um só e o Caminho que nos conduz a Ele, é Único!

Tchal!   ???

Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #14 on: November 28, 2011, 10:26:35 pm »
Quote
Em tempo: se enxergar a suposta do visão dos outros é o inferno, entende-se que o inferno está nos olhos e na alma de quem enxerga

Quote
". Através do outro construímos o ego, isso sim. Não o EU. Ele confundiu o Ego com o EU."


Então. Mais uma vez comprovamos que não somos dual mas que temos a dualidade em nós?  O Ego e o EU (não são mas estão) faces da mesma moeda? É isso? Resta desambiguar?

Quem é a virtualidade? O homem natural ou o homem espiritual? E quem é o homem espiritual: O Ego ou o EU?
Se há a Filosofia, a Sociologia, há também as Religiões oriundas das diversas Sabedorias Milenares... Que confusão !
Ainda bem que o Pai é um só e o Caminho que nos conduz a Ele, é Único!

Tchal!   ???

;D
Tchau (??) Você está afirmando ou pergutando? Fala sério, doida, vc é meio pinel né não?  8)

Uhauhuahuahuahuaa bjuxxxxxxxx  :-*

 :D :D :D

 

Offline Suzana

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 135
  • Karma: 0
    • Email
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #15 on: November 29, 2011, 02:01:18 pm »
Quote
Em tempo: se enxergar a suposta do visão dos outros é o inferno, entende-se que o inferno está nos olhos e na alma de quem enxerga

Quote
". Através do outro construímos o ego, isso sim. Não o EU. Ele confundiu o Ego com o EU."


Então. Mais uma vez comprovamos que não somos dual mas que temos a dualidade em nós?  O Ego e o EU (não são mas estão) faces da mesma moeda? É isso? Resta desambiguar?

Quem é a virtualidade? O homem natural ou o homem espiritual? E quem é o homem espiritual: O Ego ou o EU?
Se há a Filosofia, a Sociologia, há também as Religiões oriundas das diversas Sabedorias Milenares... Que confusão !
Ainda bem que o Pai é um só e o Caminho que nos conduz a Ele, é Único!

Tchal!   ???

;D
Tchau (??) Você está afirmando ou pergutando? Fala sério, doida, vc é meio pinel né não?  8)

Uhauhuahuahuahuaa bjuxxxxxxxx  :-*

 :D :D :D

Tá jogando os teus camarões em cima de mim doutor?  ;D ;D

:P

Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #16 on: November 29, 2011, 06:48:24 pm »

Então. Mais uma vez comprovamos que não somos dual mas que temos a dualidade em nós?  O Ego e o EU (não são mas estão) faces da mesma moeda? É isso? Resta desambiguar?

Quem é a virtualidade? O homem natural ou o homem espiritual? E quem é o homem espiritual: O Ego ou o EU?
Se há a Filosofia, a Sociologia, há também as Religiões oriundas das diversas Sabedorias Milenares...
Que confusão !
Ainda bem que o Pai é um só e o Caminho que nos conduz a Ele, é Único!

Tchal!   ??

Não é isso. É que você faz perguntas tão estranhas que até fica difícil responder.

"Quem é virtualidade"? Talvez seja a "Única Virtual"  ;D (Acho até bonito esse nick, pena que ela é virtual...  :o ;D Por que não cria uma conta com ele?  :D ;))

"O homem natural ou o espiritual"?

Sabe o que é pior de tudo? É quando as pessoas estão de tal maneira empedernidas nas suas idiossincrasias, que, tudo o se diz já é de pronto rebatido, como a dizer "ah, vc sabe isso? Mas, veja! Eu sei isto, e em que ficamos"? Poucos são como o SE7MUS, que leu atentamente o que o brunopi dizia - em um tópico por aí.

Mas, quando as pessoas já de antemão se fecham à outros conhecimentos que não as suas verdades inabaláveis, fica até difícil debater, porque eu sei que é sempre aquela coisa: é eu ficar dizendo que sim e o interlocutor que não, e vice-versa, e isto é perda de tempo evidentemente.

Mas estamos por aqui, caso alguém queira debater a sério esse ou aquele assunto; ou nos mostrar que estamos enganados, apontando o caminho certo, ou quem sabe, mostrar outras lógicas que ainda não conhecemos?

Tcha l::)

;D :D ;D :D ;D


Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #17 on: December 12, 2011, 11:22:26 pm »
Infelizmente, Sartre , impressionado com a segunda Guerra, abriu mão da filosofia e se apaixonou pela Sociologia e Marx. Ele estava certo. Como dizer para o mundo pos Segunda Guerra que a cela do homem são suas representações? Eu não teria coragem, nem capacidade.

Dando um up nesse tópico, porque achei interessante as idéias do Cristicus. Pena que este, é mais um tópico abandonado... Vamos levá-lo adiante?

Bom, mas Sartre tinha convicção de que "a cela do homem são suas representações"? Poxa, trocar uma "certeza" dessas por uma filosofia de ocasião, como o marxismo, não seria trocar uma convicção por outra?

As representações simbólicas do homem sobre ele mesmo são sem dúvida alguma uma coleção de ilusões, que o homem sabe e gosta de manipular, através da razão. Mas a própria a razão veio a corroborar o fato de que a representação, o conceito não é a coisa.

Enfim, vamos vendo como o pensamento ocidental sabe que o rei está nu, mas se finge que não. E Sartre, parece ser um exemplo disto.

Como eu disse, foi só para dar um "up"...


Offline Monstrinho

  • Participante Ativo
  • ***
  • Posts: 164
  • Karma: 0
Re: Sartre e a má fé. O medo da liberade.
« Reply #18 on: December 12, 2011, 11:27:13 pm »
A má-fé
Esta passagem do estado de má-fé para a angústia é extremamente importante para que o sujeito possa ser livre.


E ela é inevitável, segundo observou o psicoterapeuta norte-americano, Rollo May. Segundo ele, nesta fase, em que se busca a liberdade, há um período de ansiedade - que corresponde à angústia, em Sartre - por que passa aquele que busca se livrar das várias formas de escravidões sociais, como família, condicionamentos, normas e costumes.